A Cozinha Performática apresenta "Anatomia do Cavalo"

8 de maio de 2014

#Teatro


A Cozinha Performática, com o apoio do Programa Municipal de Fomento à Dança de São Paulo, apresenta o solo de dança "Anatomia do Cavalo", com o artista Marcos Moraes, desenvolvido com Direção e Composição de Luis Ferron e Organização Corporal de Ana Teixeira. O espetáculo estabelece uma comunicação direta com o público, que é recebido com informalidade e a proximidade de um convidado especial.

Anatomia do Cavalo é o grande convite para todos estarem em torno da mesa saboreando o melhor dos banquetes.


Mas o que tem a ver dança e cozinha?

Você é o convidado de honra para descobrir essa relação e participar desse reencontro com a dança, e o desejo pelo movimento.

Temporada de 15 a 25 de maio na Sala Arquimedes Ribeiro do Complexo Cultural da Funarte em São Paulo.

Anatomia do Cavalo integra o Projeto “A Cozinha Performática, Plataforma Colaborativa de Pesquisa e Criação em Dança e Performance” que contou com mais de 40 profissionais envolvidos, responsáveis pela produção de dois ensaios fotográficos, um ensaio videográfico, um livro, o vídeo Sabroso e a obra Outros Usuários.

Anatomia do Cavalo é dedicado a Soraya Sabino e Graciela Figueroa.


Sobre o artista

Marcos Moraes, diretor do projeto A Cozinha Performática, continua neste solo sua trajetória pessoal em constante pesquisa sobre o movimento e o encontro como disparador de dramaturgias específicas. O projeto considera o artista como articulador de questões e processos, tencionando os formatos tradicionais de produção artística em diferentes suportes e linguagens.


Ficha Técnica

Concepção: Luis Ferron e Marcos Moraes
Performer: Marcos Moraes
Direção e Composição: Luis Ferron
Orientação Corporal: Ana Teixeira
Técnica Alexander: Reinaldo Renzo
Produção: Jaqueline Vasconcellos - Conexão ZAT
Assessoria de imprensa: Leonardo Almeida
Luz: Mauro Martorelli e Luis Ferron
Som: Tom Monteiro
Apoio: Funarte São Paulo


O evento

Ocorrerá na Sala Arquimedes Ribeiro - Complexo Cultural da Funarte (Alameda Nothmann, 1058 - Santa Cecília, São Paulo/SP), entre os dias 15 e 25 de maio, de quinta a sábado às 20 horas, e domingo às 19 horas; com duração de 45 minutos e sua classificação é livre.

A entrada é franca, devendo os ingressos serem retirados na bilheteria.


Matéria: Leonardo Almeida
Imagens: Marcella Haddad
   

Quintas Musicais apresenta Roda de samba com Juliana Amaral e Grupo Ó do Borogodó em sua nova temporada

#Eventos


As quintas-feiras voltarão a ser cheias de ritmo e swing, o QUINTAS MUSICAIS ganha nova temporada a partir de Maio. O local escolhido para as apresentações é o famoso e bem frequentado Teatro Itália, localizado no coração de São Paulo.

A proposta é ter um novo ponto musical na cidade que seja de fácil acesso e bem estruturado, com um cardápio semanal de shows individuais, encontros de artistas e novos talentos. Produzido pela Sala de Produção, os shows tem inicio sempre às 21 horas oferecendo uma nova opção de happy hour para a cidade.

“O grande objetivo é tornar as noites de quinta um ponto de encontro para apreciar boa música dentro do teatro, com uma programação diversificada de gêneros musicais, diferentemente do ambiente encontrado em casas noturnas e bares”, afirma Cassia de Souza produtora e idealizadora do Projeto.

O Projeto teve início no segundo semestre de 2013 com a participação de grandes artistas da Música Popular Brasileira, entre eles, Luciana Andrade, Tony Ferreira, Oito Bem, Léo Versolato, entre outros, e foi recebido com muito carinho pelo público e críticos especializados.

O próximo artista convidado para o Quintas Musicais é a cantora Juliana Amaral que fará uma roda de samba com o grupo Ó do Borogodó.



Sobre os artistas:

Juliana Amaral: cantora, compositora e atriz. O CD “SM, XLS”, gravado para o Selo SESC (2012), é seu terceiro disco. Antes lançou “Águas d’aqui” (2002) e “Juliana Samba” (2007), ambos pela Lua Music.

Teve participação especial nos CDs “Batucajé – Percussão experimental brasileira”, de Robertinho Silva, Simone Soul, Jadna Zimmermann e Alfredo Bello; “Quando eu canto o meu samba”, de Rubens Nogueira; e “O Alumioso”, de Di Freitas. Participou ainda do primeiro DVD da Orquestra Jazz Sinfônica, gravado no concerto com o pianista e compositor congolês Ray Lema.

Participou como cantora em diversos projetos, entre eles “Marçal, uma dinastia do samba” (2006; com Armando Marçal, Moacyr Luz, Wilson das Neves e Wanderley Monteiro), “Da malandragem à pilantragem” e “Gafieira paulista” (2006, com a orquestra de gafieira Cometa Gafi, que integra desde 2002), e espetáculos da Orquestra Jazz Sinfônica − com o pianista e compositor congolês Ray Lema (2009-2011); com o violonista Marcel Powell, em concerto em homenagem a Baden Powell (2009); e em remontagem de “O Grande Circo Místico”, de Edu Lobo e Chico Buarque (São Paulo, Buenos Aires e Campos do Jordão, 2010-2013).

Além disso, desde 2004 Juliana Amaral apresenta-se no Ó do Borogodó, tradicional casa de samba e choro de São Paulo.


Grupo Ó do Borogodó: O grupo foi formado para se apresentar semanalmente no bar Ó do Borogodó, em São Paulo, considerado pela revista Veja um dos melhores bares de samba e choro da cidade. Seus integrantes são alguns dos mais renomados instrumentistas do Brasil: Gian Correa (violão de 7 cordas), Ildo Silva (cavaquinho), Alexandre Ribeiro (clarinete) e Roberta Valente (pandeiro).

No repertório do grupo, choros de autores tradicionais como Bonfiglio de Oliveira, Pixinguinha, Jacob do Bandolim, Portinho, Esmeraldino Salles, Zequinha de Abreu, Waldir Azevedo, etc., e de autores contemporâneos como Laércio de Freitas, Altamiro Carrilho, Zé Barbeiro, Paulinho da Viola, Guinga, Toninho Ferragutti, Alessandro Penezzi, Sivuca, etc.

O Grupo gravou seu primeiro CD (indicado para o Prêmio Tim) pela gravadora Lua Discos. Um tributo a Altamiro Carrilho, com a participação especial do flautista e de grandes músicos de São Paulo como os cantores João Macacão e Verônica Ferriani e dos instrumentistas Izaías do Bandolim, Israel Bueno, Ruy Weber, João Poleto, Zé Barbeiro, Rodrigo Y Castro, Bombarda, Zezinho Pitoco, Caíto Marcondes, etc. No repertório, composições do grande flautista (choro, samba, baião, samba-canção e valsa) como Bem Brasil, Deixa o Breque pra mim, Gracioso, Meu sonho é você, Perdão amor, Elegante, etc.

O evento acontece hoje, no Teatro Itália (Av. Ipiranga, 344,  Metrô República em São Paulo/SP), ás 21 horas, com duração de 60 minutos. Os ingressos custam R$ 30,00 inteira e R$ 15,00 meia, podendo ser adquiridos no site www.compreingressos.com ou na Bilheteria (a partir das 15h). Não deixe de aproveitar, pois as vagas são limitadas (276 lugares).

O local conta com acessibilidade para portadores de necessidades especiais, climatização e estacionamento com serviço de valet conveniado ao Edifício Itália, além de aceitar pagamentos em todos os cartões. Mais informações, ligue para (11) 3255-1979.

Censura: Livre


Matéria: Leonardo Almeida



Explore o MAXX

Notícias
Nacional

Internacional
Finanças
Política
Justiça
Segundo Caderno
Esportes


Educação
Inovação

Serviços
Barra de Ferramentas

Buscador
Previsão do Tempo
Tradutor
Viagens

Entretenimento
Cultura

Famosos
MAXX FM
Música
Sobre Rodas
Stations (Busca Rádios)

Estilo de vida
Homem

Mulher

Chat
Amizade

Encontros
Livre
Paquera
Sexo (+ 18 anos)
Webmasters
Outras salas

Fale conosco
Atendimento Virtual
Avalie-nos
E-mail

Fone Fácil
Fórum
Reclame Aqui
Redes Sociais

Copyright 2008 - 2017 © Ouni - Todos os direitos reservados.
"O uso desse website significa que você aceita os Termos de Uso e a Política de Privacidade"

Informações Importantes | Política de Privacidade | Termos de Uso

Vá para o Ouni